Falar Verdade a Mentir

Falar Verdade a Mentir

Sinopse

Num mundo (o nosso) de fake-news, perguntamos: Na vida, o que é a verdade? E no teatro? O teatro a fazer-se vida, será espaço de mentira? O ator para mentir, terá de ser verdadeiro? A mentira pode ser sinal de ação (no drama)? Haverá mentiras piedosas? Estas são algumas das perguntas que colocámos para iniciar o confronto: da mentira das personagens, para a verdade dos atores. O texto de Garrett cruza elementos muito próprios de um tempo (séc. XIX) e de um espaço (LISBOA, capital do império). Aqui se definem situações de poder. Poder individual e poder coletivo. Usa-se a mentira para atingir os fins desejados: e ninguém fica impune! Usa-se a mentira, como hoje se abusa da mentira. Ela fez o seu caminho entre nós e com ela se atingem os fins mais obscuros na história da humanidade.

Talvez que estas perguntas nos levem a um jogo que nos permita entender melhor este caminho ínvio que é, infelizmente, o caminho da mente humana. Para tentarmos perceber como se joga e onde se joga. Na cena? Nos bastidores? No corpo? Na mente? E a tudo isto, como reage a plateia? Se estas são as nossas muitas perguntas, onde estão as vossas respostas?

Próximas Datas

6 de março – Póvoa (Portugal)
16 de abril – Teatro Lethes, Faro (Portugal)
14 de maio – Teatro das Beiras, Covilhã (Portugal)
30 de maio – Teatro Regional da Serra do Montemuro (Portugal)

Ano

Estreia no dia 10 de novembro de 2020, na Sala Principal do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo.

Duração

75 minutos sem intervalo

Classificação Etária

M/12

Criação

Nº 144
Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana

Ficha Técnica

Texto
Almeida Garrett

Encenação
António Capelo

Interpretação
Alexandre Calçada
Alexandre Martins
Ana Perfeito
Elisabete Pinto
José Escaleira
Tiago Fernandes

Direção Musical
José Prata

Iluminação
Rui Gonçalves

Cenografia
Cátia Barros

Figurinos
Cláudia Ribeiro

Adereços
Adriel Filipe

Assistência de Cenografia
Investigadora MeDeIn – IPVC
Vanessa Lima

Desenho Gráfico e Fotografia
Rui Carvalho

Animais
Antonieta
Zé Diogo

Agradecimentos
Teresa Soares
Estores Mãe
Teatro do Bolhão

Interessado nesta criação?