A Memória de Giz

23 de fevereiro – 19 de março 2022

Sinopse

Este livro abre com a nota: «Há quem pense que os meninos gostam de histórias disparatadas. Não é bem assim. Histórias maravilhosas nunca são disparatadas. Senão, vamos lá ver:». Agustina sugere simultaneamente a sua própria concepção dos gostos infantis e a índole maravilhosa subjacente a este conto, que decorre em ambiente rural tendo como protagonista um rapaz chamado Giz, diminutivo de Gisbergo. Um atrevido, mandrião e detentor de uma memória prodigiosa que constitui, afinal, o único sentido da sua vida, apesar de o próprio não o reconhecer. E é precisamente por «vender a sua memória aos canecos» a um «anão barbudo» que o pequeno Giz se transforma. «Ou fosse porque tivesse sofrido muito, ou porque o mundo lhe parecia novo e animador, Giz sorriu e olhou com prazer para as ferrugentas tesouras de vindimar que a mãe nunca tirava do bolso. Não sei se se tornou melhor rapaz. Não era disso que eu quis falar. Ao certo ninguém pode dizer do que quer falar, porque mais ou menos todos vendemos a memória ao historiador, ou lá quem é o homenzinho de barbas enroladas por detrás das orelhas.» | Sara Reis da Silva

Preço bilhetes

4 a 10€

Local

Sala Principal do Teatro Municipal Sá de Miranda

Data

23 de fevereiro a 19 de março de 2022

Sessões

Quarta-feira a Sexta-feira
09h30 e 11h00

Sábados (26 de fevereiro e 19 março)
17h00

Acessibilidade

DIGESTIVO – Conversas pós-espetáculo, VER COM AS MÃOS
19 de março

Duração

50 minutos (aprox.)

Classificação Etária

A Classificar pela CCE

Criação

Nº 149
Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana

Ficha Técnica

A partir de
Obra homónima de Agustina Bessa-Luís

Encenação
Graeme Pulleyn

Interpretação
Alexandre Calçada, Alexandre Martins, Ana Perfeito, Chico Pires e Tiago Fernandes

Música
Chico Pires

Cenografia e Figurinos 
Claudia Ribeiro

Iluminação
Bruno Ferreira